• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Ser Feliz ou Ter Razão II (Inteligência Emocional)

Postado por Marco Fabossi outubro - 10 - 2010 4 Comentários

Quando eu era menino, às vezes minha mãe preparava um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desse tipo depois de um dia de trabalho muito “puxado”.

A mesa estava quase pronta, só faltavam as torradas, que minha mãe finalmente trouxe e as colocou, completamente queimadas, bem na frente do meu pai. Naquele momento eu fiquei esperando para ver qual seria a reação dele, e tudo o que ele fez, foi pegar uma torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia na escola.

Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de tê-lo visto lambuzando a torrada com geléia e engolindo cada pedaço.

Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada, e nunca esquecerei o que ele respondeu:

– Amor, eu adoro uma torradinha queimada…

Mais tarde, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:

– Meu filho, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas tampouco são perfeitas. Eu também não sou o melhor marido, empregado, ou cozinheiro!


Como eu comentei na mensagem Ser Feliz ou Ter Razão, “Inteligência Emocional é a capacidade de manipularmos nossas emoções de forma que elas trabalhem a nosso favor e nos levem mais perto de nossos objetivos”.

Neste contexto, qual é o seu objetivo? Ser feliz ou ter razão? Seja qual for o ambiente ou situação; em casa, no trabalho, no trânsito ou em seus relacionamentos, qual tem sido a sua preferência? Ter razão ou ser feliz?

Um líder emocionalmente inteligente aprende a aceitar as falhas dos outros, porque conhece a si mesmo e sabe que também tem muitas falhas, como todo ser humano. Ele sabe que pessoas boas fazem coisas ruins, e que fatos isolados não podem determinar o que as pessoas de fato são.

Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa. Não entregue o controle de suas emoções nas mãos dos outros. Seja um Líder emocionalmente inteligente. Conduza suas emoções e suas reações em direção aos seus objetivos, e seja mais feliz!

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Clique aqui e veja outros textos do Blog do Fabossi.

Marco Fabossi
Marco Fabossi é consultor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil. www.crescimentum.com.br
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em www.coracaodelider.com.br
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos sobre Liderança e Motivação: www.youtube.com/blogdofabossi

4 Respostas até agora.

  1. Sônia Alê disse:

    Agir com inteligência emocional é um grande desafio e é sempre muito melhor abrir mão da razão para preservar os relacionamentos.Controlando nossas palavras,uma vez que segundo a Palavra de Deus, a nossa língua é como o leme do barco,que direciona todas as nossas atitudes.Podendo gerar vida ou morte.

  2. Marizélia Thomaz disse:

    Realmente a vida é cheia de imperfeições e as pessoas tampouco são perfeitas, nem mesmo o nosso corpo: os dedos das mãos ou o nosso lado esquerdo com o nosso lado direito não são iguais. Todas as pessoas erram (ninguém é 100% perfeito ou imperfeito) e nossos erros se tornam aprendizados e crescimento: na vida pessoal, profissional, nos relacionamentos, etc.
    A pessoa não tem que ser como os outros querem que a pessoa seja.Temos que ser Feliz por nós mesmos.
    “Nunca deixe nas mãos de ninguém uma responsabilidade tão grande quanto a de assumir e promover sua Felicidade”.

  3. para wilza....cesar disse:

    Pense bem