O Tijolo (Liderança)

Um jovem e bem sucedido executivo dirigia em alta velocidade pela estrada, quando de repente um tijolo atingiu a porta de seu novíssimo carro. Imediatamente ele freou, deu marcha ré até o lugar de onde teria vindo o tijolo, saltou do carro e se deparou com um menino.

Sem nada perguntar, empurrou o menino contra um veículo e gritou:

– Você é louco moleque? Por que fez isso? Sabe quem eu sou? Que besteira você pensa que está fazendo? Eu acabo de tirar este carro da loja!

– Senhor, me desculpe, eu não sabia mais o que fazer! – respondeu o menino assustado – Eu tentei parar outras pessoas, mas não consegui. Meu irmão desceu sem freio e caiu de sua cadeira de rodas e não consigo levantá-lo. O senhor poderia me ajudar a recolocá-lo em sua cadeira de rodas? Ele está machucado e é muito pesado para mim.

O jovem executivo, com “um nó na garganta”, dirigiu-se então ao jovenzinho, colocou-o em sua cadeira de rodas, tirou seu lenço, limpou suas feridas e arranhões, e ficou ali até ter certeza de que estava tudo bem.

– Obrigado e que Deus possa abençoá-lo – agradeceram as crianças.

Enquanto o homem ficou observando o menino se distanciar, empurrando seu irmão em direção à sua casa, decidiu não consertar a porta amassada para lembrar-se de que não é preciso ir tão rápido pela vida, a ponto de que as pessoas precisem atirar um tijolo para conquistar sua atenção.


É muito importante compreender a diferença entre Gestor e Líder. Nossas organizações estão repletas de gestores altamente capacitados, dotados de enorme competência técnica e gerencial; homens e mulheres preparados para um mercado cada vez mais globalizado, complexo e competitivo, mas tão profundamente dedicados aos negócios e seus resultados que terminam por negligenciar as pessoas. Mais que gestores, as organizações precisam de líderes que enxergam e aceitam as pessoas como elas são, tratando-as com respeito e dignidade, independentemente de raça, níveis hierárquicos ou sociais, e religião. Líderes conscientes de que todas as conquistas são fruto do trabalho em equipe.

Reflita por um momento sobre o texto que acabou de ler: Será que as pessoas de sua equipe também desejariam “atirar um tijolo” para conseguirem conquistar um pouco de sua atenção como líder? Se você tem pessoas sob sua responsabilidade, é preciso ter consciência de que como gestor, você trata de “coisas” (processos, metas, resultados, etc.), mas como líder, seu compromisso é com pessoas, que trazem consigo sentimentos, ansiedades, frustrações e expectativas. Não permita o que as pressões do dia-a-dia por resultados de curto prazo, a correria, as mudanças, os processos, as metas ou qualquer outra coisa lhe afastem de sua equipe. Dê atenção às pessoas, ouça-as, ajude-as, cuide delas, e nunca se esqueça:

Gestão é o que fazemos, Liderança é o que somos. O Líder se torna o número um, colocando as pessoas em primeiro lugar.

Clique aqui e veja outros textos do Blog do Fabossi

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Treinamento Líder-Coach
Formando e Liderando Equipes de Alto Desempenho
São Paulo – SP: 20 e 21 de Agosto.
João Pessoa – PB: 24 e 25 de Julho
Leve o Treinamento Líder-Coach para sua Empresa!.
Maiores informações: www.marcofabossi.com.br
.
Saiba mais sobre o trabalho de Coaching, Palestras e Desenvolvimento de Liderança de Marco
Fabossi em www.marcofabossi.com.br
.
Adquira o livro Coração de LíderA Essência do Líder-Coach em www.coracaodelider.com.br
.
Vídeos sobre Liderança e Motivação: www.youtube.com/blogdofabossi


13 comentários sobre “O Tijolo (Liderança)

  1. Realmente não podemos esquecer que as pessoas são sempre mais importantes e quando perdemos essa visão deixamos de ser humanos e nos tornamos uma peça da engrenagem.

  2. Marco:
    Seu texto exemplifica nosso dia-a-dia. Quantas coisas deixamos passar e quantas pessoas deixamos de ajudar pois estamos olhando nosso próprio “umbigo”. Precisamos ter cuidado para não aprendermos com a dor – tijoladas – e sim com amor.
    Um grande abraço e parabéns pelo belo trabalho.
    Odete Reis
    Palestrante

  3. Marco, Parabéns pelo texto:
    Quanto mais humano, ( nos tornando mais “ser”, menos “ter”) altruista ,cautelosos, pacientes, prestativos, atenciosos, ajudando, colaborando, valorizando , reconhecendo com amor o proximo, mais obteremos saude, prosperidade e alegrias…

    Um Abraço,
    Marizélia

  4. Texto bom para reflexão em grupo,especialmente quanto ao destaque de que precisamos ampliar o nosso
    olhar ou melhor precisamos aprender a ver.

  5. Quero lhe parabenizar pelo esse seu excelente trabalho de esta sempre deixando uma reflexão de vida,é muito bom ter pessoas assim como você que se preocupada com o bem esta do proximo.
    Parabens que Deus te abençõe sempre e te der cada vez mais sabedoria.
    Um forte abraço Edivânia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *