• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Cabeça no Travesseiro (Liderança)

Postado por Marco Fabossi maio - 22 - 2016 0 Comentário

  Eu estava sendo entrevistado pelo gerente de uma grande companhia seguradora. Disse-lhe honestamente que o principal motivo de estar naquela entrevista era a necessidade de manter minha família em Boston. Minha mulher, com a qual estivera casado por 26 anos, morrera recentemente de ataque cardíaco.

“Pessoar” (Liderança)

Postado por Marco Fabossi maio - 15 - 2016 13 Comentários

  Leticia aceitou um emprego temporário de vendedora numa loja de esportes enquanto procurava algo melhor. No terceiro dia atrás do balcão, seu filho de 10 anos ligou pra ela e pediu um par de chuteiras pra participar do campeonato de futebol na escola. Ela explicou que ainda não tinha condições de comprar as chuteiras porque precisava pagar algumas contas atrasadas

Coisas x Pessoas (Liderança)

Postado por Marco Fabossi maio - 8 - 2016 1 Comentário

  Saindo apressada do supermercado, Ana Maria, com seu filho no colo, sentiu um puxão na barra da calça. Assustada, olhou para baixo e viu uma senhora sentada no chão, com a mão estendida. Em meio a uma mistura de sobressalto e irritação, Ana Maria, em tom ríspido, disse que não tinha nada para oferecer. A senhora, mantendo a expressão calma, respondeu:

O Vírus de Verdi (Liderança)

Postado por Marco Fabossi maio - 17 - 2014 4 Comentários

   Ao terminar seu recital de piano no Teatro Scala, em Milão, Giuseppe Verdi foi aplaudido de pé, e a plateia empolgada exigiu que ele tocasse mais uma música. Verdi, ávido por mais aplausos, escolheu então uma composição sonora e espalhafatosa, porque sabia que essa música emocionaria ainda mais o público, embora fosse, artisticamente falando, de qualidade inferior.

Eu Decido (Inteligência Emocional)

Postado por Marco Fabossi outubro - 31 - 2010 7 Comentários

Certo dia um escritor acompanhou seu amigo até a banca de jornal onde ele costumava comprar diariamente o seu exemplar. Ao se aproximarem do balcão seu amigo cumprimentou amavelmente o jornaleiro, e em resposta recebeu um tratamento rude e grosseiro. O amigo então pegou o jornal, que foi jogado em sua direção, pagou, sorriu, agradeceu e desejou um ótimo dia ao jornaleiro. Quando ambos caminhavam de volta, o escritor intrigado  [ Leia o Texto Completo ]