Líderes ou Impostores?

Há muito tempo, houve uma guerra na Alemanha que espalhou soldados por todo o país. Um capitão da cavalaria, que tinha muitos homens e cavalos para alimentar, foi instruído por seu coronel a arranjar comida nas fazendas das redondezas. Ele então cavalgou algum tempo e finalmente bateu à porta de um pequeno chalé e foi atendido por um homem velho que apoiava-se numa bengala.

– Bom dia, senhor – disse o capitão – Poderia ter a gentileza de me mostrar um campo onde meus soldados possam colher grãos e levá-los para o nosso exército?

O velho então conduziu os soldados pelo vale e, a cerca de um quilometro, viram a distância um campo de cevada ondulando ao vento.

– É exatamente o que queremos. Vamos parar aqui! – exclamou o capitão.

– Não, ainda não – disse o ancião – Vocês precisam me acompanhar um pouco mais longe.

Depois de mais um ou dois quilometros, chegaram a um segundo campo de cevada. Os soldados desmontaram, cortaram os talos, amarraram-nos em feixes e partiram com a provisão.

E o capitão disse ao velho fazendeiro:

– Por que nos trouxe tão longe? O primeiro campo de cevada era melhor do que este!

– É verdade senhor, mas não era meu.

Fonte: O livro das Virtudes II


No livro “O Desafio da Liderança”, Posner e Kouzes, trazem uma pesquisa de liderança realizada ao longo de 30 anos, com mais de 100 mil pessoas ao redor do mundo, sobre as principais características dos líderes mais respeitados e admirados nas organizações. A pesquisa solicita às pessoas o seguinte: “Selecione as 7 qualidades, dentre 20, que você mais busca e admira num líder, alguém que estaria disposto(a) a seguir”.

E ano após ano os resultados demonstram que a principal característica que as pessoas admiram e desejam ver em um líder, alguém que estariam dispostos a seguir, é Honestidade. E isso acontece por uma razão muito simples; para liderar é preciso estabelecer relacionamentos; para que existam bons relacionamentos é preciso que haja confiança, e para que exista confiança, honestidade.

Definitivamente, liderança não combina com desonestidade. Liderança e desonestidade são como água e óleo, não harmonizam, não se misturam, não convivem, não combinam, por isso, alguém que age com desonestidade, ainda que ocupe uma posição formal de liderança (Presidente, Diretor, Gerente, Prefeito, Governador, Senador, Pai, Mãe, etc), pode até ostentar o título de “líder” e imaginar que está liderando, mas não passa de um impostor usufruindo da posição e de seus privilégios em benefício próprio, já que a desonestidade na liderança começa quando o líder substitui a pergunta: “Como eu posso melhorar a vida das pessoas à minha volta, e com elas conquistar os melhores resultados?” por ”Como eu posso tirar vantagem das pessoas à minha volta, e receber os créditos pelos resultados?”.

Talvez você esteja se perguntando: Mas o que é honestidade? O que é ser honesto? Segundo os dicionários, honestidade indica a qualidade de ser verdadeiro: não mentir, não fraudar, não enganar. Uma palavra que tem origem no latim “honos”, que remete para dignidade e honra. Agir com honestidade significa falar a verdade, não omitir, não dissimular. O indivíduo que é honesto repudia a malandragem e a esperteza de querer levar vantagem em tudo. (significados.com.br). A verdade é que, independentemente do que dizem os dicionários, você e eu sabemos quando agimos ou deixamos de agir com honestidade, porque ela brota do coração e da consciência e, ainda que consigamos enganar os outros, será impossível enganar a nós mesmos.

Qual é a principal característica que você desejaria ver nos governantes e líderes do nosso país? Honestidade? Acertei? Imagine como seria o nosso país se a honestidade fizesse parte da vida dos nossos governantes. Eu sinceramente acredito que isso seja possível (caso contrário não estaria escrevendo este texto), mas também acredito que isso só acontecerá se cada um de nós, nas famílias, nas relações pessoais e profissionais, nas escolas, nas empresas, no trânsito, nas transações comerciais, nas negociações, enfim, na vida, plantarmos e regarmos sementes de honestidade em cada situação do dia a dia.

Lembre-se, a construção de um mundo melhor e mais honesto passa necessariamente por você e por mim, então façamos a nossa parte!

Um Grande Abraço,

Marco Fabossi

Gostou? Então de um “Like” e Compartilhe com seus Amigos! 

Facebook
Google+
http://www.blogdofabossi.com.br/2018/01/lideres-ou-impostores
LinkedIn
Instagram

Leia também:
Síndrome de Gérson (Trabalho em Equipe)

livro3a-capa-site

 

 

 

 

 

 

 

Livro Coração de Líder
A Essência do Líder-Coach
3a Edição – Revisada e Ampliada
Também em Áudiolivro

Clique aqui, inscreva-se no Blog da Liderança e receba semanalmente os textos de Marco Fabossi
.Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – A Evolução da Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
coracaodelider.com.br
 
Os Melhores Livros de Liderança dos Últimos Tempos
Conheça os melhores Livros de Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching
Os Melhores Textos sobre Liderança
 
 

2 comentários sobre “Líderes ou Impostores?

  1. Se honestidade fosse a cultura predominante de nosso país, seríamos considerado um país primeiro mundo.
    É triste nossa realidade.
    Parabéns pela qualidade do texto!!
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *