• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

O Valor das Metas

Postado por Marco Fabossi março - 16 - 2014 14 Comentários

meta  Em seu livro “What they don’t teach you at Harvard Business School” (O que eles não ensinam em Harvard), Mark McCormack mostra o resultado de uma importante pesquisa realizada em Harvard entre 1979 e 1989.
Em 1979, a seguinte pergunta foi feita aos formandos de Harvard:
– Você estabeleceu metas claras e por escrito para o seu futuro? Você estabeleceu os planos para concretizá-las?
Apenas 3% dos formandos tinham metas claras, escritas e com planos de ação. 13% tinham metas, mas não as tinham por escrito e, tampouco tinham planos de ação para atingi-las. Os outros 84% não tinham qualquer meta específica, a não ser terminar o ano letivo e curtir o verão.
Dez anos depois, em 1989, os pesquisadores voltaram a entrevistar as mesmas pessoas. Constataram que os 13% que tinham metas não escritas estavam ganhando, em média, o dobro dos 84% que não tinham meta alguma.
O mais surpreendente é que os 3% que tinham metas e planos claramente definidos, por escrito, em média, ganhavam dez vezes mais que os outros 97% juntos!

Sem objetivos e metas, não temos ideia de aonde queremos chegar e, se não sabemos aonde queremos chegar, somente nos restam duas opções: chegar a qualquer lugar ou a lugar nenhum. Espero que estas não sejam opções que lhe agradem.
Para conquistar aquilo que queremos é preciso estabelecer metas que, geralmente, são de curto e médio prazo, por exemplo: Se seu objetivo é falar inglês fluentemente, então estabeleça metas que o ajudem a caminhar em direção a este objetivo: “Em seis meses vou finalizar o curso básico do curso de inglês”. Quando cumprir essa meta, estará um pouco mais próximo da concretização de seu objetivo, e então estabeleça as próximas metas que o levarão cada vez mais perto do objetivo. As metas podem contemplar tanto objetivos técnicos como faculdade, MBA, idiomas e cursos de especialização, como carreira, comportamentos e competências.
Infelizmente, não aprendemos sobre a importância de estabelecer metas na escola; tampouco nossa cultura incentiva esta prática e, por isso, a maioria das pessoas, incluindo muitos líderes, dão pouca importância a este tema. E aqui não me refiro às metas corporativas, estabelecidas pela organização, porque estas, sempre nos empenhamos em cumprir. Falo sobre metas pessoais, estabelecidas para si mesmo.

Para ajuda-lo(a), quero deixar aqui um dos modelos que mais gosto e uso no dia a dia. Existem vários modelos para estabelecimento de metas, contudo, o modelo ESPERTA, uma evolução do modelo SMART, é simples, abrangente, e também funciona como um processo rápido de coaching.

Modelo ESPERTA

  • EsPecífica (Específica e Positiva)
  • Sistêmica
  • Prazo
  • Evidência
  • Recursos
  • Tamanho
  • Alternativas (Incluindo Obstáculos)

Vejamos o que significam essas etapas, e como completá-las:

EsPecífica (Específica e Positiva)
Especifique detalhadamente a meta que você quer atingir, aquilo que você quer conquistar.

  • O que, especificamente, eu quero conquistar?
  • Está ao meu alcance?
  • Está sob meu controle?
  • A minha meta gera imagens daquilo que eu quero, ou daquilo que eu não quero?

É importante que sua meta seja elaborada em termos positivos. Uma meta negativa, como “Eu não vou mais fumar”, cria automaticamente um ensaio mental desse comportamento. Seria o mesmo que dizer “Não pense num fusca amarelo”. (Já pensou…). Para que a meta seja Específica e Positiva, o correto seria algo como “Eu vou parar de fumar completamente em três meses”.

Sistêmica

É preciso considerar o impacto sistêmico da realização de sua meta, ou seja, como ela vai combinar com suas outras metas, como vai afetar outras áreas de sua vida, do trabalho, da família, etc.

  • Como a realização dessa meta vai afetar minha vida?
  • O que eu ganho e perco com ela?
  • Ela é congruente com meus valores e com aquilo que é mais importante para mim?

Essa etapa é importante, porque muitas vezes estabelecemos metas que podem nos afastar daquilo que é mais importante para nós. Eu conheço um casal de amigos que construiu a casa dos sonhos em um condomínio, depois de 30 anos de casados. Bastaram seis meses na nova casa para que a esposa começasse a sentir os primeiros sintomas de depressão, porque não tinha mais vizinhos e amigos para conversar, já que as poucas casas que ali existiam eram distantes umas das outras. Eles moravam em um conjunto de prédios desde que casaram, onde seus filhos cresceram junto com os filhos de seus melhores amigos. Eles conquistaram sua tão sonhada meta: a casa nova, mas se afastaram daquilo que era mais importante para eles, portanto, olhar sua meta sistemicamente é muito importante.

Prazo
Toda meta precisa ter um prazo para ser realizada. Mesmo que você não saiba com precisão quando conseguirá realizá-la, é muito importante que estabeleça uma data especifica para a sua conquista. Isso aumenta o senso de responsabilidade pela meta.

  • Quando esta meta estará realizada?

Evidência
É preciso haver evidências ou parâmetros que confirmem a realização da meta, assim como é importante estabelecer pontos de controle durante o processo, para saber se as coisas estão no caminho certo.

  • Como vou saber que estou conseguindo me aproximar da meta?
  • Como vou saber que consegui realizar a meta?
  • Se eu já a tivesse alcançado, como seria?
  • Que evidências usarei para saber que consegui?

Quando a meta se refere a coisas concretas, a evidência é mais clara, mas quando falamos de coisas um pouco mais subjetivas como comportamentos e competências, responder a essas perguntas é fundamental.

Recursos
É preciso também identificar os recursos já existentes, e os que ainda serão necessários para a realização da meta.

  • O que você precisa para chegar lá?
  • Que recursos eu já tenho para me ajudar a conseguir esta meta?
  • De que outros mais eu preciso?

Tamanho
A meta precisa ser trabalhada com enfoque de tamanho adequado. Se a meta for demasiadamente grande, melhor que seja dividida em metas desafiadoras, porém menores, para evitar a frustração de não realizá-la. Tampouco a meta pode ser muito fácil, já que o grande motivador de uma meta é o desafio de realizá-la.

  • A meta é desafiante?
  • A meta é grande demais?
  • Ela é realmente possível de ser alcançada?

Alternativas (incluindo Obstáculos)
Toda meta precisa de plano de ação e plano de contingência. O plano de ação se traduz nas iniciativas e atitudes que o conduzirão em direção à meta. Sempre que possível, crie mais que uma alternativa. É sempre bom ter um plano “B”. Já o plano de contingência é o que o ajudará a prever possíveis obstáculos para a realização da meta, e então criar alternativas para minimizá-los.

É importante que esse plano de ação seja o mais específico possível, evitando termos ou expressões genéricas do tipo: “ser mais paciente, estudar mais, melhorar o idioma”, e, quando isso acontecer, aprofunde-se um pouco mais com perguntas de “desconstrução”: “O que faz alguém que quer melhorar o idioma? O que será feito de concreto, passo a passo?”.

Se o plano de ação estiver sendo usado para apoiar no desenvolvimento de novos líderes, é importante que alie conhecimento e prática frequentes para que o líder em formação adquira as novas habilidades o mais rápido possível. Em liderança, qualquer suposição é um campo minado esperando para explodir. Por isso, é preciso ser específico, claro e direto. Se tiver dúvidas quanto ao nível de detalhamento e clareza do plano de ação, coloque-se no lugar de uma criança de doze anos tentando entendê-lo e executá-lo; se conseguir, então ele está adequado; caso contrário, revise-o novamente.

  • Quais são as alternativas de ação?
  • O que é preciso fazer para que eu atinja esta meta?
  • Qual será o meu plano de ação?
  • Qual será o primeiro passo?
  • Quais são as ações e quando elas serão realizadas?
  • Quem e o que está a meu favor?
  • Quem e o que está contra mim, e como posso mudar isso?
  • O que pode me impedir de conquistar essa meta?
  • O que posso fazer para impedir que os obstáculos me afastem da realização dessa meta?

Obstáculos são aquelas coisas assustadoras que você vê quando desvia seus olhos de sua meta.” (Henry Ford).

livro3a-capa-site


Coração de Líder
A Essência do Líder-Coach
3a Edição - Revisada e Ampliada

Agora também em Áudiolivro

Clique e Adquira o seu Livro ou AudioLivro

.

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Inscreva-se no Blog da Liderança
.
Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – Alta Performance em Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
Um dos Melhores Livros de Liderança do Brasil
 .

Os Melhores Livros de Liderança dos Últimos Tempos
Conheça os melhores Livros de Liderança
 
Líder do Futuro – Artigos sobre Liderança
Artigos sobre Liderança dos Consultores da Crescimentum
Artigos sobre Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil.
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos sobre Liderança e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching:
Os Melhores Textos sobre Liderança

14 Respostas até agora.

  1. Adriana disse:

    De fato, quando estabelecemos metas direcionamos nossa energia para seu alcance, e temos muito mais chance de conquistá-las.

  2. Christiane disse:

    O texto é perfeito, muito bem escrito. Claro e simples.
    Parabéns !

  3. Henderson Rocha disse:

    As Metas são para serem cumpridas, mesmo q e não para srem estabelecidas como uma regra

  4. Henderson Rocha disse:

    As Metas são para serem cumpridas, mesmo que sejam em partes, não para serem estabelecidas como uma regra, porque regras são quebradas. Blog muito SHOW. Abs.

  5. Paulo Amaral disse:

    Bacana, Marco! Já conhecia o texto, de ter lido seu livro, mas nunca é demais repassar estes pontos.

  6. Marco Fabossi é um especialista em liderança que admiro muito. Não só pelo seu livro e eventos sobre liderança, mas principalmente pelo seu caráter e visão. Há alguns anos tenho feito referência a ele e a seu livro nas aulas que ministro em Brasília. Desejo continuidade de sucesso e que nunca se afaste das metas que traçou e vem procurando alcançar. Abraço, Helio Alfinito Jr. – Professor de Liderança e Gestão, autor do livro “Abençoados para Abençoar”.

    • Marco Fabossi disse:

      Alfinito, o que posso dizer sobre o que você escrever, senão, muito obrigado! Sua disposição em escrever este texto mostra que você não apenas ensina teorias de Liderança, mas vive-a na prática, liderando pelo exemplo. Deus o abençoe.

  7. Maria de Fatima disse:

    Muito bom o texto, sempre estabeleci metas pessoais as vezes divididas em fases menores quanto o objetivo era grande e sempre deu certo!
    No ambiente de trabalho é exatamente a mesma coisa.

  8. Ana Paula Dib disse:

    Tive a grata oportunidade de conhecer este extraordinário profissional no curso Líder do Futuro realizado pela equipe da Crescimentum, nesta última semana. Seus ensinamentos proporcionaram muitas reflexões, assim como as que redijo sobre o texto em questão:Percebo que nesta era de fácil acesso a diversas e constantes informações estamos mais sujeitos a perder nosso foco.Sem foco não há realização.Entendo que o Modelo Esperta auxilia estrategicamente na manutenção do olhar para aquilo que genuinamente desejamos. Acredito que se mantivermos o pensamento positivo e agirmos com comprometimento, respeito e justiça, aumentaremos nossas chances de sermos merecedores para assim vivenciarmos a graça e a satisfação do alcance das nossas metas.
    Visão Sistêmica + Modelo Esperta + Ação Constante + Persistência + Motivação – Tensão = Realização.
    Fabossi, obrigada por fazer parte do meu crescimento!

    • Marco Fabossi disse:

      Ana Paula, tudo bem? Muito obrigado pelas palavras de carinho e incentivo. Muito Sucesso! Marco Fabossi.

  9. Bete Gusson disse:

    Boa tarde Marco!

    Ótima matéria e um bom guia para quem diz que é difícil estabelecer metas! Parabéns!

    Abraços

  10. Bete Gusson disse:

    Gostaria também de lhe pedir permissão para compartilhar esta matéria em meu blog, destacado que é de sua autoria, claro!
    Pode ser?

    • Marco Fabossi disse:

      Bom dia. Obrigado por participar do Blog. Fique a vontade para compartilhar os textos do blog. Peço-lhe apenas a gentileza de citar a fonte.

      Abraços,

      Marco Fabossi

  11. Ótima página.. Estão de PARABÉNS.. Mensagem realmente impactante para quem deseja prosperar..