• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

O Zelador da Fonte (Liderança)

Postado por Marco Fabossi junho - 17 - 2009 2 Comentários

 Em determinado povoado havia um pacato habitante da floresta que foi contratado pelo conselho municipal para cuidar das piscinas que guarneciam a fonte de água da comunidade.

O cavalheiro com silenciosa regularidade inspecionava as colinas, retirava folhas e galhos secos, retirava tudo o que poderia contaminar ou atrapalhar o fluxo da corrente de água fresca.

Aos poucos, o povoado começou a atrair turistas. Cisnes graciosos passaram a nadar pela água cristalina. As plantações eram naturalmente irrigadas, e a paisagem vista dos restaurantes era de uma beleza extraordinária.

Os anos foram passando, e certo dia em uma reunião do conselho da cidade, um dos membros resolveu questionar a necessidade de um zelador para a fonte. De imediato, alertou aos demais e fez um longo discurso a respeito de como aquele homem estava sendo pago há anos, pela cidade. E para quê? O que é que ele fazia, afinal? Era um estranho guarda da reserva florestal, sem utilidade alguma.

Seu discurso a todos convenceu. O conselho municipal dispensou o trabalho do zelador.

Nas semanas seguintes, nada mudou, mas no outono as árvores começaram a perder as folhas. Pequenos galhos caíam nas piscinas formadas pelas nascentes.

Certa tarde, alguém notou uma coloração meio amarelada na fonte. Dois dias depois, a água estava escura. Mais uma semana e uma película de lodo cobria toda a superfície ao longo das margens. Os cisnes emigraram para outras bandas. Os turistas abandonaram o local, e a enfermidade chegou ao povoado.

O conselho municipal então, em sessão extraordinária e imediatamente recontratou o zelador da fonte.

Algumas semanas depois, as águas do rio da vida começaram a clarear, os cisnes voltaram e a vida foi retomando seu curso.

 

Sua sala está limpa? Os banheiros da sua empresa estão bem cuidados? As lâmpadas acendem? As mesas estão sem pó? O lixo está vazio pela manhã? Existem pessoas que se desdobram todos os dias para que isso aconteça.

São servidores anônimos. Muitas vezes os vemos, mas não os enxergamos. Mas, sem seu trabalho, o nosso se tornaria inviável.

Todas as pessoas de uma organização são importantes. Dependemos uns dos outros para viver, para trabalhar, e para sermos felizes!

 

Clique aqui e veja as outras mensagens do Blog do Fabossi

                                                                                         

Um grande abraço,

 

Marco Fabossi

2 Respostas até agora.

  1. angela bernardini disse:

    Estou extremamente feliz por encontrar material de tamanha grandeza. Obrigada e Parabéns por pertencer aos 5% dos que realmente fazem a diferença.

  2. Valdemir Araújo disse:

    Fabossi parabéns pelo Blog!

    Estou lendo tudo, vou comentar alguns. É tudo de grande valor.

    Obrigado!