• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Família (Administração do Tempo)

Postado por Marco Fabossi maio - 2 - 2009 7 Comentários

 O que aconteceu? Por que minha esposa corre e chora? Todos choram, e eu só observo.

Eu não sinto dor ou tristeza. É como ser um espectador. Estão levando alguém para o carro fúnebre! Oh! Sou eu mesmo!

Os dias passam. Minha esposa volta para casa sem mim. Elem sentem um grande vazio. Alguém já ocupou o meu lugar no trabalho, e em pouco tempo tudo voltou a ser como era antes. Correm, atendem chamadas, fazem pagamentos, enviam amostras, recebem, enfim, é como se nunca tivesse acontecido nada comigo. Alguns companheiros às vezes se lembram de mim, citam meu nome, e lamentam o que aconteceu, mas em seguida voltam à loucura do dia a dia.

Já na minha família o vazio persiste. Minha esposa chora, esta confusa, e já não sabe o que fazer sem mim. Minha filha pergunta por mim, e ela diz que “estou no céu”.

Minha filha acaba de compreender dolorosamente o que é a morte. Não para de chorar, não quer ir à escola, e tampouco comer. Minha cachorrinha parou na frente da porta, e não há quem a tire daí. Come e bebe água, e volta ao seu posto de espera.

Passa o tempo, meu filho fez 4 anos e eu não estou. Minha filha, já com 11 anos quase não fala. Às vezes sua mãe a encontra chorando pelos cantos da casa.

Minha querida esposa, com a carga sobre seus ombros, a responsabilidade dos filhos, tem que sorrir pra eles, para dar-lhes força. Já passou um ano e tudo segue igual: Em casa o vazio e a tristeza. Na empresa, ninguém mais sequer cita meu nome, e tudo continua como antes.

Sabe o que disse o médico? Que morri por causa do stress. Em meu cérebro arrebentou uma veia porque minha pressão subiu depois que me chamaram do trabalho e disseram que uma entrega muito importante iria se atrasar. Agora, só agora, me dou conta que para a empresa eu era apenas mais um “número”, mas para minha família eu era único e insubstituível.

 

Dedique-se ao que realmente é importante. Todos nós precisamos de um trabalho que ajude a cobrir nossas necessidades básicas, mas não se entregue ao trabalho mais do que você se entrega à sua família e às pessoas queridas.

 

Ah! A título de curiosidade, sabem o que significa a palavra família (em inglês)? F A M I L Y: “Father And Mother I Love You” (Papai e Mamãe, eu amo vocês)

 

Clique aqui e veja as outras mensagens do Blog do Fabossi

                                                                                         

Um grande abraço,

 

Marco Fabossi

7 Respostas até agora.

  1. lucia disse:

    show de bola, amei esta mensagem
    abraços.

  2. Celso Ricardo Ferreira disse:

    Olá, Marcos!

    Ótima mensagem!

    Parabéns, por permitir Deus usar sua vida como instrumento dele…

    Celso

  3. Um Shakespeare com Coração de Líder. Um Phillip Kotler com alma brasileira. Um experiente e bem sucedido executivo ensaiando um passo além: coaching de homens e almas sem medo de ser feliz.
    A liderança corporativa não necessariamente tem que ser solitária, árida, predatória e maquiavélica. Pode ser sim do bem e da paz: colaborativa e altruista. Um lugar onde todos ganham. Assim é a obra e a vida de Marco Fabossi. Seus textos revelam o verdadeiro Coração do Líder! Obrigado Marco, vida longa! Oswaldo Paião / Abba Press & Iberian-American Bible Society no Brasil.

  4. Bruno Pires disse:

    Ótimo trabalho camarada!

  5. Mônica Paz disse:

    Gostaria de agradecer por cada mensagem postada, pois tem me ajudado muito. As vezes tenho algumas dificuldades e quando as leio muitas coisas ficam claras. Que Deus o Abençoe. Monica Paz

  6. geny e marco disse:

    OLÁ MARCO PAARABÉNS PELO FANTASTICO TRABALHO E SAIBA QUE TEMOS APRENDIDO MUITO COM SUAS MENSAGENS.
    TUDO DE BOM E MAIS SUCESSO PARA VC E TODOS AO SEU REDOR.

    • Marco Fabossi disse:

      Geny e Marco, muitissimo obrigado pelas preciosas palavras de incentivo.

      Um grande abraço,

      Marco Fabossi