• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Pense sobre os seus Pensamentos (Liderança)

Postado por Marco Fabossi novembro - 5 - 2017 3 Comentários

  Segunda-feira de manhã, duas pessoas dirigem seus carros em direção ao trabalho e, numa fração de segundos, um deles se distrai, passa o sinal vermelho e atinge em cheio o outro carro. Felizmente ninguém se feriu.

Assim que se recuperam do susto, os dois saem do carro, se dão conta da gravidade do acidente, e um deles comenta:

– Não acredito! Meu carro novinho! Se a semana começou assim, imagina o que vem pela frente. Eu tenho uma reunião importantíssima com meu chefe e um importante cliente daqui a pouco. Se eu não chegar vou ser demitido! Que porcaria de vida!

Em seguida ele chuta o pneu do seu carro com muita raiva, e machuca o pé.

Enquanto isso, com os olhos fixos no cenário do acidente, o outro motorista comenta em voz baixa:

– Deus, obrigado por me guardar. Eu poderia ter morrido nesse acidente, mas estou aqui, sem nenhum arranhão. Isso é uma benção. Muito obrigado! Nas outras coisas a gente dá um jeito.

Em seguida ele liga para sua esposa e diz o quanto a ama.


Pense em um limão sendo cortado ao meio e em seguida mordido por você com muita vontade. Provavelmente esse pensamento produza salivação! Apesar de ter sido apenas um pensamento, já que não existe qualquer limão na sua frente, ele foi suficientemente poderoso para provocar um estimulo em suas glândulas salivares, e coloca-las em funcionamento.

Tudo aquilo que pensamos influencia nosso corpo e estado fisiológico, por isso, pensar sobre o que pensamos (metapensamento), e começar a escolher o que queremos pensar, pode ajudar-nos a estabelecer estados emocionais que atuem de maneira mais positiva em nosso corpo, melhorando consequentemente o nosso estado fisiológico.

Talvez você pense: “Mas é impossível controlar os pensamentos. Eles simplesmente aparecem em nossa mente”. Você já ouviu aquele dito popular, “Eu não posso impedir que um pássaro pouse na minha cabeça, mas posso evitar que ele faça ninho”? É isso; os pensamentos virão, mas podemos escolher se queremos ficar com eles, ou substituí-los por outros pensamentos, já que qualquer situação na vida, por melhor ou pior que pareça, traz coisas positivas e negativas, vantagens e desvantagens, ganhos e perdas. A decisão em escolher pra onde olhar é nossa.

Aproveitando, quero trazer-lhe uma descoberta da neurociência sobre esse assunto: A postura assumida, a fisiologia intencionalmente estabelecida, é também capaz de alterar o estado mental. Pesquisadores colocaram dois grupos de pessoas, um grupo em que as pessoas seguravam uma caneta com a ponta dos lábios (e isso obrigatoriamente fazia com que a pessoa “franzisse” o rosto, ficando com uma expressão de preocupação, de zangada ou algo parecido) e um outro grupo de pessoas que seguravam uma caneta com os dentes (e isso obrigatoriamente fazia com que a pessoa abrisse um sorriso).

Nenhum participante foi induzido ou solicitado a ter sentimento de raiva ou felicidade. Eles simplesmente foram “forçados” pela caneta a expressar uma face que representava estes sentimentos. Em seguida, foram apresentados os mesmos desenhos animados para ambos os grupos. O interessante é que os que tiveram os músculos do sorriso ativados pela forma que seguravam a caneta pela boca, acharam os desenhos animados mais engraçados do que os participantes cujos voluntários que apresentavam a face fechada e carrancuda.

Possuímos receptores por todo o corpo que de forma voluntária ou involuntária mandam estimulo ao cérebro avisando sobre nossa postura corporal, posicionamento no espaço e como estamos fisicamente se movimentando. Estes estímulos chegam ao cérebro, que interpreta consciente ou inconscientemente estas mensagens e disparam uma serie de respostas. Entre elas, está a percepção de associação com postura e emoção. Quando a face esta expressando alegria e felicidade, é isso que o cérebro vai reconhecer e assim estimular as emoções. O inverso também é verdadeiro.

O mesmo acontece quando ficamos em postura de poder ou encurvados em postura de encolhimento, tristeza ou depressão. Nosso corpo mandará estímulos ao cérebro que interpretará que é assim que este deve ser o estado emocional correspondente. Além disso, hormônios como cortisol e testosterona podem ser liberados de acordo com a postura corporal assumida.

Na liderança, as pessoas não estão olhando para o que dizemos, mas para o que fazemos e como nos comportamos, portanto, escolher pensamentos que nos conduzam a estados mentais e posturas positivas, certamente trarão melhores resultados para nós, e para todos os que estão à nossa volta.

Então, o que você tem escolhido?

Um Grande Abraço,

Marco Fabossi

Leia também:
Escolhas e “Desescolhas” (Liderança)

livro3a-capa-site

Coração de Líder
A Essência do Líder-Coach
3a Edição - Revisada e Ampliada

Agora também em Áudiolivro

 

.

 

Inscreva-se no Blog da Liderança e receba semanalmente os textos de Marco Fabossi
 
.Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – A Evolução da Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
coracaodelider.com.br
 
Os Melhores Livros de Liderança dos Últimos Tempos
Conheça os melhores Livros de Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching
Os Melhores Textos sobre Liderança
 
 

3 Respostas até agora.

  1. John Azevedo disse:

    Muito boa a mensagem do artigo. Somos responsáveis por nossas escolhas e todos os dias recebemos uma folha em branco para escrever a nossa historia. Vai da nossa sabedoria e experiencias poder fazer algo bom e melhor. Artigos como esse colaboram para fazermos as escolhas certas e evoluirmos a cada instante. Obrigado por compartilhar conhecimento todos os domingo. Com sua ajuda, começo minha semana inspirado. grande abraco.

    John Azevedo

  2. Paulo Amaral disse:

    Top, Fabossi!

  3. Fernando disse:

    Excelente artigo.

    Tks.