• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Feedbacks são Degraus (Liderança)

Postado por Marco Fabossi dezembro - 14 - 2014 6 Comentários

critica  Barry J. Farber, famoso escritor americano, conta que seu primeiro livro “State of the Art Selling” foi recusado por 26 editores, e completa: “Hoje eu sei por que muitos escritores talentosos não conseguem publicar um livro. Quando seu trabalho é rejeitado pelos editores, se deixam abater, e sua confiança e perseverança se esvaem.”.
Depois de algumas rejeições, liguei para meu agente e perguntei qual era o problema. Ele apenas disse que havia muitos livros à venda no mercado, por isso os editores estavam hesitando em pegar mais um. Eu, porém, sabia que tinha uma abordagem nova e ideias importantes para acrescentar, por isso, depois da rejeição seguinte, liguei para o editor e perguntei o que eu poderia fazer para aumentar minhas chances. O que faltava no meu livro? O que meu livro precisava para se destacar e ser aceito?
E assim continuei; cada rejeição era seguida de um telefonema semelhante, e assim as mudanças sugeridas foram incorporadas. A essa altura, eu estava aguardando ansiosamente cada rejeição, porque cada uma delas me ajudavam a escrever meu livro!
A valiosa lição que aprendi foi não considerar as críticas e rejeições como sinônimo de fracasso, mas como um recurso para melhorar aquilo que faço, mesmo que, em minha opinião, já esteja bom. Quando o vigésimo sétimo editor comprou meu livro, ele não estava levando um original que havia fracassado 26 vezes. Estava levando um original que havia se beneficiado do conselho de outros 26 profissionais.

Não sei como isso é pra você, mas pra mim não é nada fácil receber feedbacks negativos ou críticas sobre o meu trabalho. Vários pensamentos passam pela minha mente quando isso acontece: “Poxa, mas eu fiz o meu melhor!”, “Esse cara não sabe o que está dizendo!”, “Como ele pode dizer isso?”, “Será que eu levo jeito pra isso?”…
Com o tempo, contudo, aprendi que feedbacks são degraus que podem, tanto nos conduzir para cima ou para baixo, para o topo da escada ou para o chão, e que esta decisão não está nas mãos de quem lhe oferece o feedback, mas nas mãos de quem recebe.
Quando um cliente reclama, se quisermos descer a escada, basta ignorar sua reclamação ou simplesmente dizer que ele é chato. Contudo, se desejamos caminhar em direção ao topo, basta perguntar-se: “O que eu posso fazer para melhorar esta situação, corrigir este problema, melhorar o resultado?”, e com base em respostas sinceras criar um plano de ação.
Por isso, independente de gostar ou não gostar de receber feedbacks, é preciso compreender que apenas nos tornaremos melhores seres humanos e profissionais quando aprendermos a utilizar estes feedbacks, por mais duros e difíceis que sejam, para ampliar a consciência e nos ajudar a entender o que podemos melhorar, estabelecendo assim ações que nos conduzam aos mais altos degraus da escada da vida.

livro3a-capa-site


Coração de Líder
A Essência do Líder-Coach
3a Edição - Revisada e Ampliada

Agora também em Áudiolivro

Clique e Adquira o seu Livro ou AudioLivro

.

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Inscreva-se no Blog da Liderança
.
Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – Alta Performance em Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
Um dos Melhores Livros de Liderança do Brasil
 
Os Melhores Livros de Liderança dos Últimos Tempos
Conheça os melhores Livros de Liderança
 
Líder do Futuro – Artigos sobre Liderança Artigos sobre Liderança dos Consultores da Crescimentum Artigos sobre Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil.
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos sobre Liderança e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching:
Os Melhores Textos sobre Liderança

6 Respostas até agora.

  1. Sônia disse:

    Esse é um aprendizado muito importante, porém coloca em cheque o orgulho das pessoas e a capacidade de ouvir que você não foi tão bom assim, e que ainda pode melhorar, mas muitos acham que já atingiram a perfeição e não são capazes de ouvir e aceitar algo assim.

    • Marco Fabossi disse:

      Sonia, novamente, obrigado pela participação. Seus comentários são muito assertivos. Abraços, Marco Fabossi

  2. Daniel Yoshiaki Shimokomaki disse:

    Boa tarde, Marco.
    Compartilho com você a importância do feedback. Ainda mais no Brasil, no qual muitos acham que dar feedback é sinônimo de magoar o outro. Ou de receber dura do outro.
    Afinal de contas, aqui muitos que recebem feedback acham que o problema é com eles em vez de compreenderem que o problema foi com o trabalho feito. Perdem a chance de evoluírem, e como foi explicitado na sua metáfora da escada, escolhem descer em vez de subir.
    Feedback só é bom se for dado o mais rápido possível, mas em muitas empresas, é sabido que chefes só dão feedback na hora da avaliação de desempenho do colaborador. Até lá, quanta coisa poderia ser melhorada mas não foi… Diferente do verdadeiro líder que orienta na hora o colaborador assim que percebe que o desvio na ação pode gerar malefícios.
    E outra: quando a outra pessoa dá sua opinião, ela dedicou minutos preciosos do tempo da sua vida para falar como eu serei melhor e trazer mais benefícios à minha vida! Olha que presente que ganhei!
    Tomara que seu texto colabore para que cada vez mais pessoas compreendam a importância desta ferramenta poderosa que realmente tem o poder de mudar o mundo à nossa volta.
    Sucesso sempre!

    • Marco Fabossi disse:

      Daniel, bom dia. Muito obrigado por seus enriquecedores e constantes comentários no Blog. Abraços, Marco Fabossi.

      • Daniel Yoshiaki Shimokomaki disse:

        Eu é que agradeço, afinal de contas você se dedica para escrever textos inspiradores que ajudam muitos a começarem a semana bem.

  3. Geraldo Alves de Oliveira disse:

    Muito importante esse texto. Com certeza, nos ajuda a sermos mais perseverantes e determinados em meio aos meio aos vendavais e embates da vida. Pois, quem quer ser um vencedor não encara essa vida como um parque de diversão mas, como um campo de batalha. Parabéns, e muito obrigado por mais uma ajuda que nos oferecestes.