Primeiro Eu (Liderança)

Na juventude, quando comecei a trabalhar, eu sonhava em mudar o mundo, e quando conversava com Deus, dizia:
– Senhor, me dê energia para que eu possa mudar o mundo!
Com o tempo, porém, notei que por mais energia que eu empregasse em mudar as coisas ou as pessoas, nada acontecia.
Foi então que decidi mudar minha oração, e comecei a conversar com Deus da seguinte maneira:
– Deus, por favor, me ajude a transformar os que estão ao meu redor, os que convivem comigo no dia-a-dia, minha família, meus amigos, as pessoas que lidero, meu chefe, enfim, todos os que estão perto de mim.
Com o tempo percebi que essa oração tampouco surtia efeito. Foi então que descobri que a oração que realmente funcionava era muito mais simples:
– Deus, me ajuda a mudar a mim mesmo.
Se eu tivesse orado assim desde o começo, não teria desperdiçado tanto tempo tentando mudar os outros, quando o que realmente tornaria melhor tudo e todos os que estavam à minha volta, era a minha própria mudança.

Não existe evolução sem mudança, por isso, um líder interessado em evoluir, naturalmente provoca e promove mudanças. A primeira e principal mudança, contudo, é aquela que acontece dentro do próprio líder, que busca a autoliderança através do autoconhecimento, conhecendo-se melhor, encarando seus pontos fracos, potencializando seus pontos fortes, e assim conquistando naturalmente maior nível de autoconfiança. Afinal, quando é que você se sente confiante ao participar de uma reunião? Quando domina o assunto? Da mesma maneira sua autoconfiança aumenta à medida que domina o “seu” assunto, ou seja, quanto mais você se conhece, maior é sua autoconfiança.
Liderar pessoas não é uma tarefa simples, contudo, não existe resistência maior do que liderar a si mesmo, fazendo com que o próprio líder se torne o seu maior inimigo, porque a autoliderança é uma das ações que mais exige equilíbrio, determinação e disciplina por parte do líder.
Você já percebeu que o ser humano vem de fábrica com algumas características bem interessantes?

  • A visão que temos de nós mesmos na maioria das vezes não é realista, ou seja, não somos exatamente o que pensamos ser;
  • Somos capazes de formular conceitos sobre qualquer outra pessoa, exceto sobre nós mesmos;
  • Temos a tendência de julgar os outros por suas ações, e a nós mesmos pelas intenções, usando, assim, nossas boas intenções para justificar erros e amenizar resultados negativos.

Estas são as razões básicas que tornam o autoconhecimento e a autoliderança tão importantes para o líder, que antes de conhecer e liderar os outros, precisa fazê-lo a si mesmo, portanto, não se esqueça: Quer provocar mudanças? Então: “Primeiro eu”.


.Adquira o seu Exemplar do Livro Coração de Líder

de Marco Fabossi

O Livro que vai revolucionar a sua Liderança

.

.

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Veja outros textos do Blog da Liderança
.
Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – Alta Performance em Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
Um dos Melhores Livros de Liderança do Brasil
.
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil.
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos sobre Liderança e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
.
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching:
Os Melhores Textos sobre Liderança

6 comentários sobre “Primeiro Eu (Liderança)

  1. Uma grande lição, cada e-mail que recebo, já vou logo ler o texto completo. Cada um me traz um novo aprendizado.
    Obrigado por mais um.
    Parabéns e um abraço.

  2. Essa é mais uma lição que o Senhor Jesus já havia nos ensinado,”o que queremos que os outros nos façam devemos tomar a iniciativa e fazer primeiro,antes de julgar tirar o argueiro do próprio olho,amar ao próximo como a nós mesmos etc.”,sempre começando em nós em direção ao outro,mas primeiro pedindo a orientação de Deus.Esse é o caminho.

  3. Marco, mais uma vez tenho a certeza que você é uma pessoa iluminada.
    Simplesmente sensacional este artigo, uma lição para que realmente acreditemos no quão importante é olhar para nosso interior.
    PARABÉNS!!!
    Te admiro muuuuito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *