• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

O Bordado (Liderança)

Postado por Marco Fabossi agosto - 9 - 2009 5 Comentários
bordado Quando eu era pequeno, minha mãe costurava e bordava muito. Eu me sentava no chão, brincando perto dela, e sempre lhe perguntava o que ela estava fazendo, e ela respondia: – Estou bordando…
Todos os dias era a mesma pergunta e a mesma resposta. Eu observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada, e repetia:
– Mãe, o que a senhora está fazendo? Daqui de baixo isso parece muito estranho e confuso. parece um amontoado de nós e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos. Eu não entendo nada!
Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava:
– Filho, saia um pouco para brincar e, quando terminar eu chamo você, e deixo que veja o bordado da minha posição, está bem?
Mas, com toda aquela curiosidade infantil, eu continuava a me perguntar lá de baixo:
– Por que ela usa alguns fios de cores escuras e outros claros? Por que eles me parecem tão desordenados e embaraçados? Por que estavam cheios de pontas e nós? Por que não tinham ainda uma forma definida? Por que demorava tanto para fazer aquilo?
Bem mais tarde, quando eu brincava no quintal, ela então me chamou:
– Filho, venha aqui. Sente-se no meu colo que eu quero lhe mostrar uma coisa.
Eu fui correndo, louco pra ver aquela “obra” acabada. Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado. Não podia acreditar! Lá de baixo parecia tão confuso e, agora, vendo de cima, vi uma paisagem maravilhosa! Como podia ser?
Então, minha mãe me disse:
– Filho, vendo de baixo, tudo parecia confuso e desordenado porque você não via que na parte de cima havia um belo desenho. Agora, porém, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo.
.
Uma das principais responsabilidades do líder é inspirar seus liderados para que façam o seu trabalho com entusiasmo e comprometimento, e para que isso aconteça é preciso reconhecer valor naquilo que fazem. É preciso estabelecer a conexão entre o que as pessoas fazem e a grande obra, a grande missão.
Quando as pessoas estiverem apenas enxergando as árvores, mostre-lhes a floresta, assim como um diretor de escola que lembra aos seus professores: “Vocês não são apenas replicadores de informação: estão moldando o futuro deste país por meio da formação de homens e mulheres de valor“, ou como um mestre de obras que diz aos seus operários: “Não estamos apenas assentando tijolos. Estamos construindo lares para que famílias sejam felizes neles”.
Este é um dos maiores incentivos que podemos dar às pessoas que estão sob nossa liderança: lembrá-las que o que fazem – mesmo que sejam tarefas ingratas e repetitivas – é parte de uma grande obra e uma grande missão.

Metáforas como esta fazem parte do Livro “Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach”, que será lançado em agosto de 2009. Veja o Convite de Lançamento.

Clique aqui e veja outros textos do Blog do Fabossi

Um grande abraço,
.
Marco Fabossi

5 Respostas até agora.

  1. TEREZINHA FATIMA RIBEIRO disse:

    OLA, boa noite Marco

    Me identifiquei com esta história, eu também olhava minha mãe fazer balaios de palhas de milho, escolher as palhas certas, e meu pai fazia cestos de taquaras e peneiras e outros artesanatos, mas que na epóca, fazia parte dos utensílios de sobrevivência no campo. presenciei meu pai fazer cangas,fumo para sigarros, eram umas cordas tipo tranças, enfim, foram aprendizados, que trago para minha vida, como experiêcia,sobrevivência e que ja mais alguem tirara de mim, faz parte da minha educação, infância e trago como missão,se sei algo e posso ensinar, pois vou fazer. Mais uma vez adorei o texto e é sempre maravilhoso,ler seus textos, obrigada até. Grande abraço.
    TEREZINHA FATIMA RIBEIRO- CHAPECÓ- SC

  2. Marco,
    Meus sinceros votos de sucesso pelo lancamento deste seu primeiro livro.
    Nao poderei assistir o lançamento em razão da distancia, porém tenho certeza que lerei os valiosos textos.
    Grande abraço.

  3. Jailson Barreto disse:

    Parabens;
    Marco Fabossi

    Esse texto O Bordado me fez também relembrar o passado quando fica observando minha mãe cortanto e costurando roupas e ficava admirando uma senhora de 50 anos semi analfabeta constuindo de pedaços de fazenda verdadeiras obras de arte para vestir, isso é inesquecivel como lição para nós.

  4. Silvia disse:

    Esse texto é maravilhoso para nos ajudar a compreender as dificuldades do dia a dia e fazer restaurar a esperança de que um dia iremos compreender o plano de Deus para nossa vida. Parabéns.