• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Boi Voando (Liderança)

Postado por Marco Fabossi outubro - 29 - 2008 4 Comentários

Contam os anais da ordem de São Domingos que, achando-se Santo Tomás de Aquino, curvado sobre obscuros manuscritos medievais, ali, entrou de repente um frade, o qual foi exclamado com voz agitada:

– Irmão Tomás, venha ver um boi voando.

Tranqüilamente o grande doutor da Igreja ergue-se, dirige-se ao átrio do mosteiro, e se dirige seu olhar para o céu, com a mão em pala sobre os olhos, fatigados pelo estudo.

Ao vê-lo assim, o frade desatou a rir, e disse:

– Ora irmão Tomás, então o senhor é tão crédulo, a ponto de acreditar que um boi pudesse voar?

– Por que não, meu irmão? – retrucou Tomás de Aquino. E com a mesma singeleza, flor da sabedoria, acrescentou:

– Eu preferi admitir que um boi voasse, do que acreditar que um religioso pudesse mentir.

Liderança não é religião, mas é influência; e a melhor forma de influenciar pessoas é através da verdade, do caráter e do exemplo. Líderes que mentem, ainda que sejam “mentiras inocentes” como: “-Diga que eu não estou”, estão comunicando às pessoas que eles também pode mentir psra elas, e um ambiente de desconfiança se estabelece.


Quando as pessoas confiam no líder, e sabem que ele é verdadeiro, elas o seguirão e realizarão coisas que antes pareciam impossíveis.

Liderança e mentira não combinam, já que liderança pressupõe respeito ao ser humano, e a mentira … bem, a mentira é uma mentira.



Clique aqui e conheça as outras mensagens do Blog do Fabossi

 

Um grande abraço,

Marco Fabossi

 

4 Respostas até agora.

  1. Helida disse:

    esse texto nos faz perceber q por mais inocente q seja a mentira ela é inaceitável! adorei
    um abraço!

  2. juh * disse:

    muito bom esse texto…
    rachei de rir

  3. stefany disse:

    A história é boa mas as palavras são muito dificeis de serem compreendidas por crianças que se interessam pela história (mas é boa, e por mais inocente que seja, é acreditável). Achei legal, beijão.

  4. martinha disse:

    Gostaria de saber em que epoca se passou esta historia
    obrigada