• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

A Armadilha do Paternalismo (Liderança)

Postado por Marco Fabossi dezembro - 6 - 2015 4 Comentários

  Um dia, uma pequena abertura apareceu num casulo; um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Por algum tempo pareceu que ela havia parado de fazer qualquer progresso. Parecia que ela tinha esgotado suas forças e não conseguiria esforçar-se mais.
Então o homem decidiu “dar uma forcinha”. Com uma tesoura e cortou o restante do casulo, e a borboleta então saiu facilmente. Seu corpo, contudo, estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas.
O homem continuou a observá-la porque esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para que pudesse voar, mas nada aconteceu! Na verdade, a borboleta passou o resto de sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar.
O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia, era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura eram necessários para que fluído do corpo da borboleta fosse para as suas asas, de forma que ela estaria pronta para voar assim que estivesse livre do casulo.

Muitos líderes, incluindo pais, mães e gestores, com a melhor das intenções, acabam prejudicando aqueles que estão a sua volta por não permitir que eles enfrentem, resolvam e aprendam com suas próprias adversidades. Uma mãe que vai a escola para “tirar satisfação” com uma outra criança que tem chateado o seu filho. Um pai que dá tudo de “mão beijada” para o seu filho. Um líder que facilita demais as coisas no dia a dia para os seus liderados ou evita que eles enfrentem novos desafios, enfim, o paternalismo, apesar de ser bem intencionado, apenas “aleija” aqueles que tentamos proteger.
Entre o estímulo e a resposta há um espaço, e nesse espaço se encontram a liberdade e o poder de escolha, e são essas escolhas que determinam o nosso crescimento e a nossa felicidade. Portanto, se retiramos das pessoas a liberdade e o poder de escolha, diminuímos sua capacidade de crescimento e suas chances de buscar sua própria felicidade.
Mais que seres humanos, somos seres relacionais. Não nascemos apenas para viver, mas para conviver. É por isso que o ser humano se completa no outro, e cada vez que ajuda este “outro”, sente-se mais completo e realizado. E esta é a grande armadilha do paternalismo; como conseguimos enxergar apenas o resultado de curto prazo, ao “cortar o restante do casulo”, aparentemente, estamos ajudando o outro, e isso nos faz sentir bem. Contudo, no longo prazo, de fato, estamos apenas ajudando a formar uma pessoa fraca, insegura, que raramente conseguirá “voar”, e que fatalmente não será tão feliz quanto poderia.
Cresça ou morra é o mantra da vida, segundo Stephen Covey, porque ainda que sigamos respirando, se não sonharmos e crescermos, certamente morreremos por dentro, porque o homem não morre quando deixa de respirar, mas quando deixa de sonhar e crescer. Cada um de nós tem dentro de si uma luz que se alimenta da adversidade como se fosse um combustível, tornando cada obstáculo em uma fonte de energia que nos impulsiona para frente.
Não é necessário que criemos adversidades para as pessoas, já que a própria vida se encarrega naturalmente dessa tarefa, contudo, precisamos compreender que essas pessoas só conseguirão crescer e “voar” se o nosso paternalismo não as aleijar, portanto, permita que elas vivam as suas próprias adversidades.

Textos Relacionados

O Poder da Adversidade
O Caminho do Sucesso 

livro3a-capa-site


Coração de Líder
A Essência do Líder-Coach
3a Edição - Revisada e Ampliada

Agora também em Áudiolivro

Clique e Adquira o seu Livro ou AudioLivro

.

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Inscreva-se no Blog da Liderança e receba semanalmente os textos de Marco Fabossi
 
.Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – Alta Performance em Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
coracaodelider.com.br
 
Os Melhores Livros de Liderança dos Últimos Tempos
Conheça os melhores Livros de Liderança
 
Artigos sobre Liderança dos Consultores Crescimentum
Artigos sobre Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching
Os Melhores Textos sobre Liderança
 
 

4 Respostas até agora.

  1. Adriana disse:

    Grande verdade

  2. Eli Helena de Souza Prado disse:

    Tenho observado nas empresas que muitos líderes ou protegem demais sua equipe ou “delargam” as pessoas a própria sorte. Não orientam, não dão feedbacks, não acompanham, não inspiram.

  3. Sergio disse:

    É verdade, mas não somente em famílias e empresas, mas também em governos e sistemas políticos, especialmente os populistas..

  4. Suricato disse:

    A natureza tem horror ao vácuo, os humanos à verdade. Entre elas – das verdades – aquela que o homem só amadurece na luta da iniciativa privada, faz com que a maioria inconscientemente apegue ao lado paternalístico da vida, principalmente o político ou público “estabilizado”…