• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Tênis x Frescobol (Liderança)

Postado por Marco Fabossi Janeiro - 6 - 2013 6 Comentários

frescobol Nestes dias assisti a um vídeo sobre Empreendedorismo Social, onde um dos personagens sugeriu que os relacionamentos são como um jogo de Tênis ou de Frescobol. Mas qual é a principal diferença entre os dois, já que em ambos os jogos usamos bolas e raquetes?
No Tênis, a outra pessoa é seu adversário e não seu parceiro, portanto, o objetivo é derrotá-la, procurando fazê-la errar. O bom jogador de Tênis é aquele que conhece o ponto fraco do oponente, e o explora para tentar derrotá-lo. O auge do Tênis, portanto, é o momento em que o jogo termina porque a outra pessoa foi colocada para fora do jogo. Sempre termina sempre com alegria de um lado, e tristeza do outro.
O Frescobol se parece muito com o Tênis: dois jogadores, duas raquetes e uma bola. Só que, para o jogo ser bom é preciso que nenhum dos dois perca. Se a bola chega “meio torta”, a gente sabe que a outra pessoa não fez de propósito, e faz o maior esforço do mundo para devolvê-la “redondinha”, no lugar certo, para que o outro possa pegá-la.
No Frescobol não existe adversário, porque o objetivo é que os dois ganhem. Ninguém fica feliz quando outro erra, pois deseja sempre o melhor para essa pessoa, porque quando ele acerta, os dois ganham.
Quando existe um erro, aquele que errou pede desculpas e o outro também se sente responsável pelo ocorrido, mas começam novamente este delicioso jogo, onde todos ganham.

Casamento, relação entre pais e filhos, amizade, namoro, relacionamento líder-liderado, trabalho em equipe, cliente-fornecedor, irmãos, sócios, povos, nações, e tantos outros níveis de relações humanas. Imagine se as pessoas envolvidas em cada um desses relacionamentos decidissem deixar de “jogar Tênis” para “jogar Frescobol”. Nosso mundo seria um lugar muito melhor para viver e conviver!
Neste mesmo vídeo, ouvi uma frase que resume muito daquilo que acredito e que prego no meu trabalho com líderes: “Todo mundo pode mudar o mundo”, e estou realmente convencido de que faremos do mundo um lugar cada vez melhor para vivermos, à medida que todo mundo, você e eu, decidirmos mudar o mundo “jogando Frescobol” em nossas relações; seja em casa, no trabalho, no posto de combustível, no trânsito, enfim, na vida.
E então, vamos “jogar Frescobol“?

 

.

Adquira o seu Exemplar do Livro Coração de Líder

de Marco Fabossi

O Livro que vai revolucionar a sua Liderança

.

.

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Veja outros textos do Blog da Liderança
.
Marco Fabossi
Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
Crescimentum – Alta Performance em Liderança
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
Um dos Melhores Livros de Liderança do Brasil
 
Líder do Futuro – Artigos sobre Liderança
Artigos sobre Liderança dos Consultores da Crescimentum
Artigos sobre Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil.
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos sobre Liderança e Motivação
Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching:
Os Melhores Textos sobre Liderança

6 Respostas até agora.

  1. Muito legal a comparação, Marco! Se me lembro bem, a primeira vez que imaginei as relações do trabalho em um modelo de frescobol foi lendo Os 7 Habitos das Pessoas Altamente Eficazes (hábito 4: pense “ganha-ganha”).

    Mudar a forma de pensar acabou mudando (muito) minha forma de agir. Muitas relações acabam ficando mais fáceis, como as importantes relações com clientes.

    O incrível é que basta você fazer o seu lado que o outro começa a perceber e acaba entrando no mesmo jogo: frescobol.

    Ótimo post.

    • Marco Fabossi disse:

      Rafael, tudo bem? Muito obrigado pelos comentários. Agregou muito. Realmente, esse post tem tudo a ver com o 4.Hábito (ganha-ganha). Recomendo que leia também o 8.Hábito. Muito bom!

      Abraços,

      Marco Fabossi

  2. Marco Fabossi, belíssimo artigo. Começando o ano muito bem.
    Peguei a disca de livro do Rafael. Vou ler este livro também.
    Forte abraço e 2013 vai ser muito melhor que 2012. Pode acreditar nisso.

    • Marco Fabossi disse:

      Anderson, Feliz 2013 pra você também. Leia os 7 Hábitos, e depois, quando puder, o 8.Hábito. Estou finallizando neste momento. É muito bom. Abraços. Marco Fabossi.

  3. carlos disse:

    esta conclusão e de muito significado é muito importante pra nossos dias

  4. carlos disse:

    o texto é otimo