• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Humildade (Liderança)

Postado por Marco Fabossi setembro - 9 - 2012 6 Comentários

Nas Olimpíadas de Seul, Bernardinho, então assistente do técnico Bebeto de Freitas, encontrou com Kiraly na Vila Olímpica de Seul. Kiraly, atleta americano, é tido por muitos admiradores e jogadores de Voleibol, como o maior jogador de todos os tempos. Os americanos estavam indo treinar para a final em que venceriam a União Soviética, e um fato muito interessante chamou a atenção de Bernardinho:

Palestra Gratuíta: Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach, com Marco Fabossi, dia 13/09/2012, em São Paulo. Vagas Limitadas. Faça sua Inscrição.

Kiraly carregava numa das mãos um saco de bolas e na outra uma geladeira térmica. Bernardinho estranhou aquela cena e pensou: Um campeão olímpico, um craque de sua categoria, fazendo o trabalho que, entre nós, era entregue aos novatos!
A explicação de Kiraly:
– Bernardo, se os mais novos não me vissem disposto a dividir com eles todas as obrigações e responsabilidades, talvez não percebessem que aquele era o nosso time e aquela era a nossa medalha, e que todos éramos igualmente importantes. Sem contar que eles estavam tão tensos que era possível que esquecessem o saco de bolas em algum lugar.

(Texto extraído e adaptado do Livro Transformando Suor em Ouro, de Bernardinho)

Sem humildade não existe serviço, e sem serviço não existe liderança, porque um líder que não serve, não serve para ser líder. Para muitos, contudo, humildade está equivocadamente associada à passividade, que é o oposto de agressividade, que por sua vez, associamos ao sucesso. A lógica deste raciocínio é mais ou menos esta: “humildade e passividade não me levam a lugar algum, portanto, se eu quiser alcançar o que quero, tenho que correr atrás e ser agressivo em minhas ações. Consequentemente, prefiro que os humildes e passivos me sirvam a tê-los de servir”.
Quem se considera muito importante para servir pode estar se escondendo atrás de sua própria insegurança, já que a verdadeira humildade para servir exige autoconfiança, que nos permite fazê-lo sem que nos consideremos diminuídos ou inferiorizados. Por isso é muito importante compreender que passividade é recusar-se a ter atitudes por causa de medo ou preguiça, já humildade é ter atitudes por causa do amor. São coisas completamente diferentes.
Servir significa colocar-se no lugar das pessoas, demonstrar interesse por elas, estar pronto para ajudá-las, identificar suas reais necessidades e atendê-las sempre que possível. Para servir é necessário vencer o orgulho, deixar o egoísmo de lado, abrir mão de certos interesses pessoais, ser empático com as pessoas, e desenvolver o hábito de dar e não apenas receber; enfim, dar o que você tem de melhor para que as pessoas ao seu redor estejam bem. Quando este desejo de servir estiver permeando os relacionamentos, todos se sentirão motivados a colaborar naturalmente para que os resultados sejam atingidos.
Como menciona Colin Powell, “Não deixe seu ego acompanhar sua ascensão profissional”. Não ceda à tentação de começar como servidor e terminar como celebridade, permitindo que aplausos e holofotes o deixem cego, tornando nula sua autoridade, ainda que continue no poder. Não se interesse em ganhar notoriedade ou apenas impressionar as pessoas, porque isso qualquer um, com poucas habilidades, pode fazer, ainda que não se aproxime delas, porque o verdadeiro líder é alguém que deseja servir as pessoas com amor, caráter e integridade, caminhando junto com elas, demonstrando humildade suficiente para que conheçam não apenas suas qualidades, mas também seus defeitos, para que por meio da sinceridade, a credibilidade e a confiança se estabeleçam.

Aqui temos uma lição de Humildade, Serviço e Liderança, de Nelson Mandela, no Filme Invictus. Vale a pena Assistir. São apenas 2 minutos.


Fast Tube by Casper

 

.

Adquira o seu Exemplar do Livro Coração de Líder

de Marco Fabossi

O Livro que vai revolucionar a sua Liderança

.

.

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Veja outros textos do Blog da Liderança
 .
Marco Fabossi
 Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil.
 Crescimentum – Alta Performance em Liderança
.
 Livro Coração de Líder
 Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em
 Um dos Melhores Livros de Liderança do Brasil
 
Líder do Futuro – Artigos sobre Liderança
Artigos sobre Liderança dos Consultores da Crescimentum
Artigos sobre Liderança
 
Líder do Futuro
O melhor programa de formação de líderes do Brasil.
Líder do Futuro – A Transformação em Líder-Coach
 .
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
 Vídeos sobre Liderança e Motivação
 Vídeos – Liderança e Motivação
 
Blog da Liderança
 Textos sobre Liderança, Motivação, Trabalho e Equipe e Coaching:
 Os Melhores Textos sobre Liderança

6 Respostas até agora.

  1. rodrigo disse:

    MUITO BOM ,SER LIDER É ISSO!

  2. Sônia disse:

    O maior de todos os líderes nos deu o exemplo,quando lavou os pés dos seus discípulos,embora sendo Deus e digno de toda a honra,glória e louvor,ou seja essa é uma lição antiga,só que as pessoas demoram para aprender.

  3. Jorge disse:

    Muito bons o texto e os comentários! Valeu Marco, obrigado por compartilhar semanalmente com humildade e sabedoria. òtima semana, abraço.

  4. A cada semana aprendo com suas mensagens que liderar com coração e humildade é a melhor forma de liderança, pois o lider atráves de seus exemplos consegue mostrar para a equipe que juntos somos fortes. Abraço

  5. marlucia disse:

    Olá Marco,

    Ótimo texto! Hoje o que visualizamos é as pessoas almejando o cargo não a liderança. E essa vontade em excesso do cargo, faz com que as pessoas percam a humildade.

    Não consegui visualizar o video, poderia encaminhar o link por gentileza?