• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Paradoxo do Nosso Tempo (Administração do Tempo)

Postado por Marco Fabossi novembro - 14 - 2010 5 Comentários

“Nós bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios, conduzimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e rezamos raramente.

Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.

Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente.

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.

Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.

Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimos melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a nos apressar e não a esperar.

Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas comunicamo-nos menos. Estamos na era do ‘fast-food’ e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.

Esta é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Esta é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas “mágicas”.

Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na despensa. Uma era que leva esta carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar ‘delete’.

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer ”eu te amo” a (o) companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame… Ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.

O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas amar tudo que você tem!”

Paradoxo do Nosso Tempo – Georgi Carli

Como comento em meu livro “Coração de Líder”, viver com equilíbrio é uma escolha. Viver com equilíbrio é escolher o bom humor, que ativa o sistema imunológico, em vez do mau humor, que atrai doenças e afasta as pessoas. É escolher a gratidão ao invés da lamentação, porque ninguém suporta ficar muito tempo perto de uma pessoa que vive se lamentando da vida. É escolher viver o hoje em vez de se prender ao passado ou viver preocupado com o amanhã. Viver com equilíbrio é escolher calma e tranquilidade ao invés do estresse e nervosismo. É escolher estar na correria do mundo, mas não trazer essa agitação para seu mundo e para o seu lar. É escolher a compreensão em vez do julgamento, o perdão ao invés da mágoa, a doçura ao invés da amargura e rispidez. É escolher ser feliz sem temer, de vez em quando, passar por momentos tristes em vez de ser triste e de vez quando passar por momentos felizes. É escolher olhar a situação de vários ângulos, e encontrar e preferir um ângulo positivo. É escolher levar alegria e amor aos outros. Viver com equilíbrio é escolher viver ao invés de simplesmente existir.

Experimente conversar com as pessoas amadas e lhes pergunte quais foram as situações ou momentos dos quais eles mais se recordam, momentos marcantes em que você tenha participado. Não creio que eles dirão algo sobre os presentes que você lhes deu: uma joia, uma bicicleta, uma boneca ou mesmo um carro. Tampouco creio que citarão picanha ou cerveja. Posso afirmar com a mais profunda convicção que comentarão sobre momentos em que estiveram juntos dando risadas, chorando talvez, das brincadeiras em casa, e até das broncas que levaram, mas certamente contarão sobre momentos nos quais seres humanos, sentimentos, emoções e sensações foram os protagonistas; elas certamente não falarão sobre coisas, mas sobre pessoas.

Por isso, escolha dedicar seu tempo àquilo que é realmente importante, e como o próprio Giorgi Carli sugere : “Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer ”eu te amo” a (o) companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame… Ame muito. Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas amar tudo que você tem!”

Um grande abraço,

Marco Fabossi

Clique aqui e veja outros textos do Blog da Liderança
.
Marco Fabossi
Marco Fabossi é consultor da Crescimentum, a mais completa empresa de formação de líderes do Brasil. www.crescimentum.com.br
.
Livro Coração de Líder
Adquira o livro Coração de Líder – A Essência do Líder-Coach em www.coracaodelider.com.br
.
Vídeos sobre Lideranca e Motivação
Vídeos sobre Liderança e Motivação: www.youtube.com/blogdofabossi
.

5 Respostas até agora.

  1. Fernando Goes disse:

    Excelente reflexão Fabossi: less is more!!!
    Nestes tempos contemporâneos o grande paradoxo é perceber que quanto mais avançamos, mais temos necessidade de resgatar o básico. Nossos valores!

  2. MARIA APARECIDA disse:

    É verdade!
    É preciso abrir os olhos e sobretudo o coração para não perder de vez a essência da vida, ou seja, resgatar o essencial que aos poucos estamos perdendo: a sensibilidade, o amor, a paz interior.
    Seu texto está lindo! Agora é refletir e colocar em prática.
    Valeu!

  3. Sidnei (Sabesp) disse:

    Excellent reflection!!!

    Temos que ter nossas responsabilidades, más não podemos esquecer das pequenas coisas, a essência da vida (um beijo, um sorriso, você é importante para mim etc.)

    um grande a abraço Marcão!!!!

  4. Monica Elino Ferreira disse:

    Amei! Isso é muito importante. Normalmente nos arrependemos do oi, que não falamos, de uma visita que não fizemos…Somos humanos e devemos aprender a amar o próximo como a nós mesmos. Parabéns